sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

A Ovelha Perdida


    Como amoroso Pai, Deus quer iluminar todos Seus filhos e salvá-los da escravidão dos pecados. Em carta a São Timóteo, São Paulo registrou: "Ele quer que todos sejam salvos, e cheguem ao conhecimento da Verdade." 1 Tm 2,4
    Por isso Jesus contou a parábola da ovelha perdida, para demonstrar esse indizível amor que Deus tem por cada um de Seus filhos. E bem frisou nossas responsabilidades, quando falou sobre a proteção que devemos às crianças: "Que vos parece? Um homem possui cem ovelhas, e uma delas desgarra-se. Não deixa ele as noventa e nove na montanha para ir em busca daquela que se desgarrou? E se a encontra, sente mais júbilo por ela que pelas noventa e nove que não se desgarraram. Assim é a vontade de Vosso Pai Celeste: que não se perca um só destes pequeninos." Mt 18,12-14
    Ele também usou a imagem de uma indefesa ovelha ao questionar a guarda do sábado pelos judeus, pois os líderes religiosos de Seu tempo preocupavam-se mais com suas propriedades que com o povo sofrido: "Há alguém entre vós que, tendo uma única ovelha e se esta cair num poço no dia de sábado, não a irá procurar e retirar? Não vale o homem muito mais que uma ovelha? É permitido, pois, fazer o bem no dia de sábado." Mt 12,11
    Deus já via muitos de Seus filhos como ovelhas desgarradas desde os tempos do Profeta Jeremias, quando lamentou o triste destino que tinham. Porque, uma vez perdidas pelos pastores, elas logo se esqueciam de sua verdadeira casa: "Era Meu povo qual rebanho de ovelhas perdidas. Seus pastores tinham-nas perdido ao azar das montanhas; caminhavam por montanhas e colinas, esquecendo-se de seu aprisco. Todos quantos as encontravam, seus inimigos devoravam-nas e diziam: 'Nenhum mal existe nisso, porquanto pecaram contra o Senhor, Verdadeiro aprisco, e esperança de seus pais.'" Jr 50,6-7
    Ainda nos tempos do profeta Ezequiel, Deus lamentava a falta de um bom pastor: "Assim, por falta de pastor, dispersaram-se Minhas ovelhas, e em sua dispersão foram expostas a tornarem-se presas de todas as feras. Minhas ovelhas vagueiam por toda parte sobre a montanha e sobre as colinas, elas acham-se espalhadas sobre toda superfície da terra, sem que ninguém delas cuide ou ponha-se a procurá-las." Ez 34,5-6
    E assim, prescrevendo a Vinda de Seu Filho, Ele prometeu cuidar pessoalmente de Seu rebanho: "Vou tomar Eu mesmo cuidado de Minhas ovelhas, velarei sobre elas. Como se inquieta o pastor por causa de seu rebanho, quando se acha no meio de suas ovelhas tresmalhadas, assim Me inquietarei por causa do Meu. Eu o reconduzirei de todos lugares por onde tinha sido disperso num dia de nuvens e de trevas. Eu as recolherei dentre os povos e as reunirei de diversos países, para reconduzi-las ao seu próprio solo e fazê-las pastar nos montes de Israel...'" Ez 34,11-13
    E prometeu especial carinho para com cada uma das mais carentes: "A ovelha perdida, Eu a procurarei; a desgarrada, Eu a reconduzirei; a ferida, Eu a curarei; a doente, Eu a restabelecerei..." Ez 34,16


JESUS, O BOM PASTOR

    Ora, Jesus, Deus encarnado, trataria Seu povo exatamente assim. Como quando atravessou o Mar da Galileia, pouco antes de multiplicar os pães e os peixes: "Ao desembarcar, Jesus viu uma grande multidão e compadeceu-Se dela, porque era como ovelhas que não têm pastor. E começou a ensinar-lhes muitas coisas." Mc 6,34
    E declarou a grande alegria de Deus por cada filho que se converte, principalmente pelos mais afastados: "Digo-vos que assim haverá maior júbilo no Céu por um só pecador que fizer penitência do que por noventa e nove justos que não necessitam de arrependimento." Lc 15,7
    Na parábola do filho pródigo, talvez a mais bonita que Jesus contou, vemos Deus Pai todo saudoso, mas cheio de esperança, de olhos na estrada, à espera do filho que se havia perdido: "Levantou-se, pois, e foi ter com seu pai. Estava ainda longe, quando seu pai o viu e, movido de compaixão, correu-lhe ao encontro, lançou-se-lhe ao pescoço e beijou-o." Lc 15,20
    E para enfatizar a infinita bondade de Deus, Ele deixou claro qual o maior presente que o Pai Celestial tem para oferecer-nos: "Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas a vossos filhos, quanto mais Vosso Pai Celestial dará o Espírito Santo aos que LhO pedirem." Lc 11,13
    Falando do Pai, mesmo sem proclamar-Se Deus de modo mais claro, Jesus foi deixando detalhes que mais tarde confirmariam Sua Missão e Sua divina natureza. Por exemplo, disse com todas as letras que sem Ele ninguém chegaria ao Pai: "Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida; ninguém vem ao Pai senão por Mim." Jo 14,6
    Nem mesmo O conheceria propriamente: "Ninguém conhece quem é o Filho senão o Pai, nem quem é o Pai senão o Filho, e aquele a quem o Filho quiser revelá-Lo." Lc 10,22b
    E foi explicitando que Ele era tão essencial à nossa Salvação quanto o próprio Deus. Enquanto Suas ovelhas, portanto, nós temos apenas um Caminho, como Ele disse, e uma porta por onde entrar: 'Em verdade, em verdade, digo-vos: Eu sou a porta das ovelhas." Jo 10,7
    Noutro momento, já nem tão discreto ao falar de Si, declarou-Se o próprio doador da Vida Eterna: "Eu vim para que as ovelhas tenham Vida, e para que a tenham em abundância." Jo 10,10
    Por fim, conforme as promessas do profeta Ezequiel, Ele declara-Se abertamente: "Eu sou o Bom Pastor. O Bom Pastor expõe Sua vida pelas ovelhas." Jo 10,11
    E deixou evidente a enorme diferença entre Ele e qualquer outro. Só Ele é o Salvador, o Bom Pastor, e a prova disso é que Suas ovelhas conhecem Sua voz, pois Ele chama a cada um pelo nome e anda à nossa frente: "Em verdade, em verdade, digo-vos: quem não entra pela porta no aprisco das ovelhas, mas sobe por outra parte, é ladrão e salteador. Mas Quem entra pela porta é o Pastor das ovelhas. A Este o porteiro abre, e as ovelhas ouvem Sua voz. Ele chama as ovelhas pelo nome e conduz-as à pastagem. Depois de conduzir todas Suas ovelhas para fora, vai adiante delas; e as ovelhas seguem-nO, pois conhecem Sua voz." Jo 10,1-4
    Contudo, embora Deus a todos queira como filhos, nem todos O querem como Pai. Jesus descreveu os que Lhe resistem como ovelhas de outro rebanho. As Suas terão a Vida Eterna, como Ele, aqui ainda mais explícito como Deus, prometeu dar: "Os judeus rodearam-nO e perguntaram-Lhe: 'Até quando nos deixarás na incerteza? Se Tu és o Cristo, dize-nos claramente.' Jesus respondeu-lhes: 'Eu vo-lo digo, mas não credes. As obras que faço em Nome de Meu Pai, estas dão testemunho de Mim. Entretanto, não credes, porque não sois de Minhas ovelhas. Minhas ovelhas ouvem Minha voz, Eu conheço-as e elas seguem-Me. Eu dou-lhes a Vida Eterna...'" Jo 10,24-28


SÓ PARA AS OVELHAS DE ISRAEL?

    Mas Jesus veio apenas para as ovelhas do país Israel ou para todo 'Israel espiritual', ou seja, para todos filhos de Deus espalhados pelo mundo? Essa questão surge na passagem onde Ele diz: "Não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel." Mt 15,24
    Não se pode esquecer, porém, que Ele já havia dito aos Apóstolos, ao enviá-los pela primeira vez, que 'antes' fossem as ovelhas de Israel: "Estes são os Doze que Jesus enviou em missão, após lhes ter dado as seguintes instruções: 'Não ireis ao meio dos gentios nem entrareis em Samaria; ide antes às ovelhas que se perderam da casa de Israel.'" Mt 10,5-6
    De fato, ao encarnar, Jesus veio por um período limitado e para um país específico, ou seja, Israel, o povo da promessa, a quem Deus Se tinha revelado: "Andarei entre vós: serei Vosso Deus e vós sereis Meu povo." Lv 26,12
    Mas a Epifania diz respeito à Pessoa humana de Jesus, enquanto Verbo Encarnado, em cuja condição haveria de cumprir Sua Missão e as profecias. E foi ao perceber que Seu Nome já era conhecido em outros países que Ele avisou a iminência de Sua Paixão. De fato, como Ele, vivendo como ser humano, poderia atender toda humanidade? "Havia alguns gregos entre os que subiram para adorar durante a festa. Estes aproximaram-se de Filipe (aquele de Betsaida da Galileia) e rogaram-lhe: 'Senhor, quiséramos ver Jesus.' Filipe foi e falou com André. Então André e Filipe o disseram ao Senhor. Respondeu-lhes Jesus: 'É chegada a hora para o Filho do Homem ser glorificado. Em verdade, em verdade, digo-vos: se o grão de trigo, caído na terra, não morrer, fica só; se morrer, produz muito fruto.'" Jo 12,20-24
    Mas, sob a forma do Espírito Santo, Deus iria com os Apóstolos até os confins da Terra, conforme o próprio Jesus prometeu: "... descerá sobre vós o Espírito Santo e vos dará força; e sereis Minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judeia e Samaria e até os confins do mundo." At 1,8
    Ademais, Ele mesmo havia prometido que reuniria todas Suas ovelhas, e de 'diversos países' como tinha dito Deus Pai através de Ezequiel. Incluíam-se aí os pagãos, como diziam os judeus, ou os gentios, como dizia São Paulo. Jesus referiu-Se a essas ovelhas como as de 'outro aprisco', as quais Ele conhecia de modo sobrenatural, quer dizer, por Sua onisciência: "Eu sou o Bom Pastor. Conheço Minhas ovelhas e Minhas ovelhas conhecem a Mim, como Meu Pai Me conhece e Eu conheço o Pai. Dou Minha vida pelas Minhas ovelhas. Tenho ainda outras ovelhas que não são deste aprisco. Preciso conduzi-las também, e ouvirão Minha voz e haverá um só rebanho e um só Pastor." Jo 10,14-16


"A QUEM IRÍAMOS?"

    Cabe-nos, então, admitir que só em Jesus podemos encontrar a verdadeira Paz, como Ele ensinou: "Deixo-vos a Paz, dou-vos Minha Paz. A Paz que vos dou não é a paz que o mundo dá." Jo 14,27
    Pois Ele Se ofereceu como repouso para nossas almas: "Tomai sobre vós Meu jugo e recebei Minha Doutrina, porque Eu sou manso e humilde de coração e achareis repouso para vossas almas." Mt 11,29
    Assim, tal e qual São Pedro, devemos reconhecer que só em Jesus temos a eternidade: "Senhor, a quem iríamos nós? Tu tens as palavras da Vida Eterna." Jo 6,68
    Foi por tal consciência que Jesus confiou-lhe, de cordeiros a ovelhas, todo Seu rebanho, ou seja, Sua Igreja, para que ele a apascentasse. Isso se deu numa de Suas aparições, após o Domingo da Ressurreição: "Tendo eles comido, Jesus perguntou a Simão Pedro: 'Simão, filho de João, amas-Me mais do que estes?' Respondeu ele: 'Sim, Senhor, Tu sabes que Te amo.' Disse-lhe Jesus: 'Apascenta Meus cordeiros.' Perguntou-lhe outra vez: 'Simão, filho de João, amas-Me?' Respondeu-Lhe: 'Sim, Senhor, Tu sabes que Te amo.' Disse-lhe Jesus: 'Apascenta Meus cordeiros.' Perguntou-lhe pela terceira vez: 'Simão, filho de João, amas-Me?' Pedro entristeceu-se porque lhe perguntou pela terceira vez: 'Amas-Me?', e respondeu-Lhe: 'Senhor, sabes tudo, Tu sabes que Te amo.' Disse-lhe Jesus: 'Apascenta Minhas ovelhas.'" Jo 21,15-17
    E avisou a todos: "'Guardai-vos dos falsos profetas. Eles vêm a vós disfarçados de ovelhas, mas por dentro são lobos arrebatadores. Pelos seus frutos os conhecereis. Colhem-se, porventura, uvas dos espinhos e figos dos abrolhos? Toda árvore que não der bons frutos será cortada e lançada ao fogo. Nem todo aquele que Me diz: 'Senhor, Senhor', entrará no Reino dos Céus, mas sim aquele que faz a vontade de Meu Pai que está nos Céus. Muitos Me dirão naquele Dia: 'Senhor, Senhor, não pregamos nós em Vosso Nome, e não foi em Vosso Nome que expulsamos demônios e fizemos muitos milagres?' E, no entanto, Eu lhes direi: 'Nunca vos conheci. Retirai-vos de Mim, maus operários!'" Mt 7,15-16.19.21-23
    Avisou igualmente dos mercenários, que trabalham tão somente por dinheiro e deixam o lobo atacar o rebanho: "O mercenário, porém, que não é Pastor, a quem não pertencem as ovelhas, quando vê que o lobo vem vindo, abandona as ovelhas e foge; o lobo rouba e dispersa as ovelhas. O mercenário, porém, foge, porque é mercenário e não se importa com as ovelhas." Jo 10,12-13
    Foi sucinto sobre outras 'doutrinas': "Toda planta que Meu Pai Celeste não plantou será arrancada pela raiz." Mt 15,13
    Sabia, no entanto, que Sua Crucificação e Morte, o paradoxo de Deus morto, provocaria estranhamento, como estava previsto pelo Profeta Zacarias. Ele avisou aos Apóstolos: "E Jesus disse-lhes: 'Vós todos vos escandalizareis, pois está escrito: Ferirei o Pastor, e as ovelhas serão dispersas (Zc 13,7).'" Mc 14,27
    E deixou claro a frágil condição de Seus enviados: "Eu envio-vos como ovelhas no meio de lobos. Sede, pois, prudentes como as serpentes, mas simples como as pombas. Cuidai-vos dos homens. Eles vos levarão a seus tribunais e açoitar-vos-ão com varas em suas sinagogas. O irmão entregará seu irmão à morte. O pai, seu filho. Os filhos levantar-se-ão contra seus pais e os matarão. Sereis odiados por todos por causa de Meu Nome, mas aquele que perseverar até o fim será salvo. Aquele que tentar salvar sua vida, perdê-la-á. Aquele que a perder, por Minha Causa, encontrá-la-á." Mt 10,16-17.21-22.39
    Tem-se, então, uma séria escolha, da qual certamente todos prestarão conta. As ovelhas perdidas querem permanecer na perdição? Jesus asseverou: "Quando o Filho do Homem voltar em Sua Glória e todos anjos com Ele, sentar-se-á no Seu glorioso Trono. Todas nações se reunirão diante d'Ele e Ele separará uns dos outros, como o pastor separa as ovelhas dos cabritos. Colocará as ovelhas à Sua direita e os cabritos à Sua esquerda. Então o Rei dirá aos que estão à direita: 'Vinde, benditos de Meu Pai, tomai posse do Reino que vos está preparado desde a criação do mundo...' Voltar-Se-á em seguida para os da Sua esquerda e lhes dirá: 'Retirai-vos de Mim, malditos! Ide para o fogo eterno destinado ao demônio e seus anjos." Mt 25,31-34.41
    Aos que abraçam, portanto, a imerecida Graça de Sua Paixão, São Pedro diz: "Carregou nossos pecados em Seu Corpo sobre o Madeiro para que, mortos para nossos pecados, vivamos para a justiça. Por fim, por Suas chagas fomos curados (Is 53,5). Porque éreis como ovelhas desgarradas, mas agora retornastes ao Pastor e Guarda de vossas almas." 1 Pd 2,24-25
    Deixou um palavra também aos Sacerdotes da Igreja: "Velai sobre o rebanho de Deus, que vos é confiado. Tende dele cuidado, não constrangidos, mas espontaneamente; não por amor de interesse sórdido, mas com dedicação; não como absolutos dominadores sobre as comunidades que vos são confiadas, mas como modelos de vosso rebanho. E quando aparecer o Supremo Pastor, recebereis a imperecível coroa da Glória." 1 Pd 5,2-4
    São Paulo, despedindo-se dos Anciãos de Éfeso, lembrava que esta era um unção do Santíssimo Paráclito, e que este rebanho custou o Sangue de Cristo: "Cuidai de vós mesmos e de todo o rebanho sobre o qual o Espírito Santo vos constituiu bispos, para pastorear a Igreja de Deus, que Ele adquiriu com Seu próprio Sangue." At 20,28
    Os seguidores de São Paulo, porém, pediam que colaborássemos com nossos Sacerdotes e por eles orássemos: "Sede submissos e obedecei aos que vos guiam (pois eles velam por vossas almas e delas devem dar conta). Assim, eles o farão com alegria, e não a gemer, que isto vos seria funesto. Orai por nós. Somos persuadidos de ter a consciência em Paz, pois estamos decididos a procurar o bem em tudo. E o Deus da Paz que, no Sangue da Eterna Aliança, ressuscitou dos mortos o Grande Pastor das ovelhas, Nosso Senhor Jesus, queira dispor-vos ao bem e conceder-vos que cumprais Sua vontade, realizando Ele próprio em vós o que é agradável a Seus olhos, por Jesus Cristo, a Quem seja dada a Glória por toda eternidade. Amém." Hb 13,16-18.20-21
    São João Evangelista viu nos Céus as almas dos fiéis que enfrentaram a Grande Tribulação: "Aquele que está sentado no trono os abrigará em Sua tenda. Já não terão fome, nem sede, nem o sol ou calor algum os abrasará, porque o Cordeiro, que está no meio do trono, será Seu Pastor e os levará às fontes das Águas Vivas; e Deus enxugará toda lágrima de seus olhos." Ap 7,15b-16
    Reconhecendo nossa frágil fé, como uma ovelha perdida ou como o filho pródigo, resta-nos apenas confessar: "Meu pai, pequei contra o Céu e contra ti; já não sou digno de ser chamado teu filho." Lc 15,21

    "Santificai e reuni o Vosso povo!"