sexta-feira, 2 de outubro de 2020

Santo Anjo da Guarda


    Os anjos são criaturas espirituais que vivem a eternidade na presença de Deus, e têm como missão levar-nos ao Céu.
    Cada um de nós tem seu Anjo da Guarda. Quando São Pedro foi miraculosamente libertado da prisão em Jerusalém, e exatamente por seu anjo, foi bater à porta da casa da mãe de São Marcos, onde os demais Apóstolos estavam escondidos e em vigília por ele. A princípio, porém, eles não acreditaram que era ele que batia à porta, como dizia a criada, mas seu anjo: "Mas ela persistia em afirmar que era verdade. Diziam eles: 'Então é seu anjo.'" At 12,15


    O Anjo da Guarda está conosco durante toda vida, desde nossa gestação, e, especificamente na infância, em simultâneo e de modo ininterrupto na presença de Deus, como Jesus afirmou: "Guardai-vos de menosprezar um só destes pequenos, porque Eu vos digo que seus anjos contemplam sem cessar a face de Meu Pai, que está nos Céus." Mt 18,10
    Ele protege-nos de perigos naturais e sobrenaturais, guardando-nos das armadilhas do Maligno, como o salmista cantou: "Porque a Seus anjos Ele ordenou que te guardem em todos teus caminhos. Eles sustentá-te-ão em suas mãos, para que não tropeces em pedra alguma." Sl 90,11-12
    Com efeito, Deus já havia prometido a Moisés no livro do Êxodo: "Vou enviar um anjo adiante de ti para proteger-te no caminho e conduzir-te ao lugar que te preparei. Estai de sobreaviso em sua presença, e ouve o que ele te diz. Não lhe resistas, pois ele não te perdoaria tua falta, porque Meu Nome está nele. Mas se lhe obedeceres pontualmente, se fizeres tudo que Eu te disser, serei o inimigo de teus inimigos, e o adversário de teus adversários." Ex 23,20-22
    E nas palavras de Jesus, ele conduz-nos, em companhia de outros anjos, logo após a morte: "Ora, aconteceu morrer o mendigo e ser levado pelos anjos ao seio de Abraão." Lc 16,22


    São seres imortais, também segundo Nosso Salvador: "Eles jamais poderão morrer, porque são iguais aos anjos..." Lc 20,36
    O Divino Mestre ainda ensinou que eles não têm vida carnal: "Na ressurreição dos mortos, os homens não tomarão mulheres, nem as mulheres, maridos, mas serão como os anjos nos Céus." Mc 12,25
    E assim como nosso Anjo da Guarda, outros deles, conforme suas classes, têm funções bem específicas, como anunciar ao povo as grandes obras de Deus. Por exemplo, anunciar o Nascimento de Jesus aos pastores de Belém: "Um anjo do Senhor apareceu-lhes e a Glória do Senhor refulgiu ao redor deles, e tiveram grande temor. O anjo disse-lhes: 'Não temais! Eis que vos anuncio uma Boa Nova que será alegria para o povo: hoje nasceu-vos na Cidade de Davi um Salvador, que é o Cristo Senhor.'" Lc 2,9-11
    Ou simplesmente cantam glórias a Deus, como logo em seguida aconteceu: "E subitamente ao anjo juntou-se uma multidão do Celeste Exército, que louvava a Deus e dizia: 'Glória a Deus no mais alto dos Céus e na terra Paz aos homens, objetos da divina benevolência.' Depois que os anjos os deixaram e voltaram para o Céu, falaram os pastores uns com os outros: 'Vamos até Belém e vejamos o que se realizou, o que o Senhor nos manifestou.'" Lc 2,13-15
    Um deles, segundo São Mateus, evocando toda sua autoridade anunciou a Ressurreição de Jesus a Santa Maria Madalena, quando ela foi ao Santo Sepulcro no Domingo: "E eis que houve um violento tremor de terra: um anjo do Senhor desceu do Céu, rolou a pedra e sentou-se sobre ela. Resplandecia como relâmpago e suas vestes eram brancas como a neve. Vendo isto, os guardas pensaram que morreriam de pavor. Mas o anjo disse às mulheres: 'Não temais! Sei que procurais Jesus, que foi crucificado. Não está aqui: ressuscitou como disse. Vinde e vede o lugar em que Ele repousou. Ide depressa e dizei aos discípulos que Ele ressuscitou dos mortos. Ele precede-vos na Galileia. Lá haveis de revê-Lo. Vede bem: eu vo-lo disse." Mt 28,2-7
    Outros dois, logo após Sua Ascensão aos Céus nas proximidades de Jerusalém, e poucos dias antes do Pentecostes, anunciaram Sua definitiva Volta: "Enquanto acompanhavam-nO com seus olhares, vendo-O afastar-Se para o Céu, eis que lhes apareceram dois homens vestidos de branco, que lhes disseram: 'Homens da Galileia, por que ficais aí a olhar para o Céu? Esse Jesus, que acaba de ser arrebatado ao Céu, voltará do mesmo modo que O vistes subir ao Céu.'" At 1,10-11


    Assim como nós, eles, em todas suas classes, foram criados à imagem e semelhança de Deus, tendo Jesus como modelo. São Paulo afirma aos colossenses: "N'Ele foram criadas todas coisas nos Céus e na terra, as criaturas visíveis e as invisíveis. Tronos, dominações, principados, potestades: tudo foi criado por Ele e para Ele." Cl 1,16
    E nas palavras dos seguidores da tradição do Apóstolo dos Gentios, eles francamente colaboram com Jesus no projeto da Salvação: "Não são todos anjos espíritos ao serviço de Deus, que lhes confia missões para o bem daqueles que devem herdar a Salvação?" Hb 1,14
    Mas devemos estar atentos, pois nem todos anjos são de Deus, como foi descrito no livro de São Judas Tadeu: "Os anjos que não tinham guardado a dignidade de sua classe, mas abandonado seus tronos, Ele guardou-os com eternas correntes nas trevas para o Julgamento do Grande Dia." Jd 6
    Ao contrário dos santos anjos, esses maus espíritos e seu chefe agem para levar-nos à perdição. Disse São Paulo: "... se o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz..." 2 Cor 11,14
    Entretanto, eles não conseguem vencer o anjos de Deus, como São João Evangelista viu nas revelações feitas por Jesus: "Houve uma batalha no céu. Miguel e seus anjos tiveram de combater o Dragão. O Dragão e seus anjos travaram combate, mas não prevaleceram." Ap 12,7-8
    E o destino de todos esses anjos caídos já está traçado, como São Judas Tadeu atestou. Pois falando sobre o Juízo Final, Jesus antecipou as palavras que dirigirá aos que não praticam a caridade: "Ide para o fogo eterno, destinado ao demônio e aos seus anjos." Mt 25,41
    Quanto aos anjos do Senhor, entre eles os da Guarda, cumprem fielmente Suas ordens. O salmista já cantava: "Bendizei ao Senhor todos Seus anjos, valentes heróis que cumpris Suas ordens, sempre dóceis à Sua Palavra." Sl 102,20
    E como o centurião, cujo anjo recomendou ouvir São Pedro, todos nós somos instados por nosso Santo Anjo a ouvir a Palavra de Deus anunciada por Seus Sacerdotes. Os enviados deste cidadão romano disseram ao Príncipe dos Apóstolos, um dia antes do 'Pentecostes dos Gentios': "O centurião Cornélio, homem justo e temente a Deus, o qual goza de excelente reputação entre todos judeus, recebeu dum Santo Anjo o aviso para mandar-te chamar à sua casa e ouvir tuas palavras." At 10, 22
    Ora, só na Igreja os próprios anjos compreendem e contemplam a obra de Deus entre nós. De fato, ao referir-se ao Mistério de Cristo, São Paulo escreveu aos efésios: "Assim, de ora em diante, as celestes dominações e as potestades podem conhecer, pela Igreja, a infinita diversidade da Divina Sabedoria..." Ef 3,10
    Pois o Espírito Santo fala diretamente à igreja de cada diocese. Jesus deu repetida vezes essa recomendação através de São João Evangelistas: "Quem tiver ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas." Ap 2,29
    Jesus mesmo manda Suas mensagens através do anjo da diocese: "Ao anjo da igreja de Filadélfia, escreve: 'Eis o que diz o Santo e o Verdadeiro, Aquele que tem a chave de Davi, que abre e ninguém pode fechar, que fecha e ninguém pode abrir.'" Ap 3,7
    E é também na Igreja que, acompanhados de nossos Santos Anjos, adoramos a Deus Jesus na Santa Missa. Tal e qual faremos um dia no Céu, junto a todos anjos e Santos, conforme São João Evangelista descreveu no Apocalipse: "E todos anjos estavam ao redor do trono, dos Anciãos e dos quatro Seres; prostravam-se de face em terra diante do trono e adoravam a Deus, dizendo: 'Amém, louvor, Glória, Sabedoria, ação de graças, honra, poder e força ao Nosso Deus pelos séculos dos séculos! Amém.'" Ap 7,11-12
    São Basílio Magno, um dos fulgurosos Padres Capadócios, asceta e profundo conhecedor de Filosofia e Teologia, escreveu: "Todo fiel tem junto de si um anjo como tutor e pastor, para levá-lo à Vida."
    São Bernardo, um de nossos grandes místicos e Doutor da Igreja, fez questão de registrar essa visão que teve durante uma Santa Missa"Ao começar a cerimônia, vi descer do Céu uma multidão de anjos. Cada anjo colocou-se ao lado de um dos fiéis presentes; cada um abriu um livro e começou a escrever. Percebi que alguns anjos escrevia com letras de ouro; outros, com letras de prata; outros com tinta; e outros com água. Então perguntou-lhes: 'Por que vocês não escrevem com o mesmo material?' Foi quando um dos anjos lhe respondeu: 'Escrevemos com ouro as orações feitas com amor; com prata, as orações feitas com fé; com tinta, as orações feitas com atenção; com água, as orações feitas só com os lábios.'"
    Também escreveu: "Com efeito, estes bem-aventurados espíritos são os ministros que Deus nos envia para virem em nosso auxílio (Hb 1,14); e, nesta missão, não é a Deus que servem, mas a nós. Nisso imitam a humildade do Filho de Deus, que não veio para ser servido, mas para servir, e que entre Seus discípulos viveu como se fosse servo deles (Mt 20,28)."
    Nas revelações que fez a Santa Brígida da Suécia, enfim, o próprio Jesus diz a um Anjo da Guarda que a Ele rezava: "Tu és como um fogo que nunca se extingue, incessantemente ardendo com Meu amor. Tudo vês e conheces quando Me vês, e nada mais queres senão o que Eu mesmo quero." Livro 1, Capítulo XII
    A festa em homenagem ao Santo Anjo da Guarda acontecia na Inglaterra desde o ano 800, de onde se estendeu pelo mundo, e em 1111 surgiu essa bela oração:
    "Anjo do Senhor, que por ordem da piedosa Divina Providência sois meu guardião, guardai-me neste dia (ou nesta tarde ou nesta noite); iluminai meu entendimento; dirigi meus afetos; governai meus sentimentos para que eu jamais ofenda ao Deus e Senhor. Amém."


    A partir de 1608, foi instituída a festa universal no dia 2 de outubro pelo Papa Paulo V.


    "Santo Anjo do Senhor, meu zeloso guardador, se a ti me confiou a piedade divina, sempre me rege, me guarde, me governe, me ilumine. Amém."