sábado, 13 de outubro de 2018

A Aparição de Akita


    Depois das seguidas aparições de Nossa Senhora na Holanda, na cidade de Amsterdam, onde por um longo período, de 1945 a 1959, apresentou-se como Nossa Senhora de Todos Povos, a Santíssima Virgem apareceu com a mesma imagem em Akita, ao norte de Honshu, maior ilha do Japão, onde deixou muito claras mensagens sobre o futuro próximo.
    Essas revelações estão em perfeita consonância com as da Aparição de Fátima, inclusive pelo sinal dado na data da última aparição, pois se deram num 13 de outubro, data do Milagre do Sol em terras portuguesas. Mas as mensagens não são nada boas: são grandes castigos! E tamanhos que não há como ser entendidos senão como a Grande Tribulação de que falam os Evangelhos, e exposta em detalhes no Livro do Apocalipse.
    Escolhendo uma cultura pouco católica, mas muito séria e mundialmente respeitada, Nossa Mãe Celestial chorou por 101 vezes, entre 4 de janeiro 1975 e 15 de setembro de 1981, dia da celebração da festa de Nossa Senhora das Dores. Lágrimas essas que foram examinadas e atestadas como humanas pela Faculdade de Medicina da Universidade de Akita.
    As aparições foram reconhecidas pelo Bispo de Niigata e confirmadas pelo Vaticano, através do então Cardeal Joseph Ratzinger, que veio a ser nosso inspirado Papa Bento XVI.
    Em reforço a mais de uma centena Milagres Eucarísticos já registrados pelo mundo, uma das principais mensagens dessa aparição, por conta do crescente relativismo dentro da própria Igreja e da disseminada apostasia dos últimos séculos, trata justamente de reafirmar a presença de Jesus na Hóstia Consagrada.


    Diante desse ostensivo fenômeno, Saburo Wakasa, o escultor da imagem em madeira maciça, que a havia feito segundo a pintura que veio da Holanda, converteu-se ao Catolicismo. E Gijido Fujimoto, outra testemunha ocular das lágrimas derramadas pela imagem de Nossa Senhora de Todos Povos, atestou esses fatos no vídeo abaixo, que contém um resumo.


    A própria vidente, irmã Agnes Sasagawa, que havia sido miraculosamente curada por intercessão de Nossa Senhora antes de tornar-se Serva da Eucaristia, contou palavra por palavra o que ouviu da Imaculada Virgem, as quais ela contrita e comedidamente guarda, como se vê abaixo, em absoluta diligência à missão que lhe foi confiada.


    Como anunciou Nossa Senhora, o fogo que cairá do Céu e destruirá boa parte da humanidade, pode estar relacionado a duas citações do Livro do Apocalipse. A primeira delas diz respeito ao sexto dos sete castigos, cada um precedido por toque de trombeta: "Quando, enfim, o Cordeiro abriu o sétimo selo, no Céu fez-se silêncio por cerca de meia hora... Eu vi os sete anjos que assistem diante de Deus. Foram-lhes dadas sete trombetas. O sexto anjo tocou a trombeta. Então foram soltos os quatro anjos que se conservavam preparados para a hora, o dia, o mês e o ano da matança da terça parte dos homens... O número de soldados desta cavalaria era de duzentos milhões. Eu ouvi seu número. E foi assim que eu vi os cavalos e aqueles que os montavam: estes últimos eram couraçados de uma sulfurosa chama azul. Os cavalos tinham crina como uma juba de leão, e de suas narinas saíam fogo, fumaça e enxofre. E uma terça parte dos homens foi morta por esses três flagelos (fogo, fumaça e enxofre), que lhes saíam das narinas." Ap 8,1-2;9,13a.15-18
    Noutra interpretação, esse fogo pode estar relacionado à quarta das sete pragas, portanto, numa posterior etapa da História em relação aos castigos acima, e que estão contidas nas sete taças: "Ouvi, então, uma forte voz saindo do Templo, que dizia aos sete anjos: 'Ide, e derramai sobre a terra as sete taças da ira de Deus.' O quarto derramou sua taça sobre o sol, e foi-lhe dado queimar os homens com o fogo. E os homens foram queimados por grande calor, e amaldiçoaram o Nome de Deus, que pode desencadear esses flagelos. E não quiseram arrepender-se e dar-Lhe Glória." Ap 16,1.8-9
    E a despeito da divergência nas proporções, pois segundo São Paulo as profecias são imperfeitas (1 Cor 13,9), pode estar aí a purificação anunciada pelo Profeta Zacarias: "Em toda terra - Oráculo do Senhor - dois terços dos habitantes serão exterminados e um terço subsistirá. Mas este terço farei passar pelo fogo. Purificá-lo-ei como se purifica a prata, prová-lo-ei como se prova o ouro.'" Zc 13,8-9a
    Por fim, quanto à mais pesada punição que inicialmente recairá sobre a própria Igreja, São Pedro já a havia previsto, quando fez alguns importantes questionamentos e recomendou: "Porque vem o momento em que pela Casa de Deus se começará o Julgamento. Ora, se Ele começa por nós, qual será a sorte daqueles que são infiéis ao Evangelho de Deus? E se o justo se salva com dificuldade, que será do ímpio e do pecador? Assim, aqueles que sofrem segundo a vontade de Deus também encomendem as suas almas ao Criador fiel, praticando o bem." 1 Pd 4,17-19
    Apesar dos já seculares sacrifícios de São Paulo Miki e seus companheiros, bem como o de Santa Madalena de Nagasaki, frutos dos seminais e valorosos esforços de São Francisco de Xavier, o Japão possui apenas uma minoria de católicos. Contudo, o lugar da aparição logo se tornou um santuário.


    Nossa Senhora de Akita, rogai por nós!